quarta-feira, 5 de maio de 2010

Hoje, pra mim, é dia de saudade...

Postado por Melissa de Almeida às 08:38
De acordo com o dicionário Aurélio, saudade significa: “Lembrança nostálgica e ao mesmo tempo, suave, de pessoas ou coisas distantes ou extintas, acompanhada do desejo de tornar a vê-las ou possuí-las; nostalgia”. “Pesar pela ausência de alguém que nos é querido”.
Hoje, pra mim, é dia de saudade...Faz, hoje, exatamente há um ano atrás que um companheiro de 15 me deixou e deixou minha família... Foi uma companheiro de muitas alegrias e muitas tristezas... Chegou lá em casa bem pequenininho... era tão lindo... e acompanhou de perto a mudança de criança, adolescente para a mulher que minha irmã e eu somos... Nunca me esquecerei, de seus latidos, de suas farras ao ver-nos entrar pela porta de casa após um dia de escola e com o passar do tempo um dia de trabalho.. Ai.. como era prazeroso ver sua alegria ao os ver... Fiquei ontem o dia todo idealizando o escrever em sua homenagem, mil ideias e tal.. mas, hoje, ao escrever já não me lembro o que falar... estou muito emocionada... só quem tem e ama seus bichos, seus companheiros, entende a do de uma saudade a um animal...
vou terminar citando uma frase já bastante conhecida e um poema tb muito conhecido, porém de autor desconhecido..
um bjo a todos
 "Chegará o dia em que o homem conhecerá o íntimo dos animais. Nesse dia um crime contra um animal será considerado um crime contra a própria humanidade."
(Leonardo da Vinci)

Anjo de Quatro patas

"Existem pessoas que não gostam de cães. Estas, com certeza, nunca tiveram em suas vidas um amigo de quatro patas. Ou, se tiveram, nunca olharam dentro daqueles olhos para perceber quem estava ali.
Um cão é um anjo que vem ao mundo ensinar amor. Quem mais pode dar amor incondicional, amizade sem pedir nada em troca, afeição sem esperar retorno, proteção sem ganhar nada, fidelidade 24 horas por dia?Ah, não me venham com essa de que os pais fazem isso porque os pais são humanos e quando os agredimos eles ficam irritados e se afastam... Um cão não se afasta mesmo quando você o agride, ele retorna cabisbaixo, pedindo desculpas por algo que talvez não fez, lambendo suas mãos a suplicar perdão.
Alguns anjos não possuem asas, possuem quatro patas, um corpo peludo, nariz de bolinha, orelhas de atenção. Olhar de aflição e carência. Apesar dessa aparência, são tão anjos quanto os outros (aqueles com asas) e se dedicam aos seus humanos tanto quanto qualquer anjo costuma dedicar-se. Às vezes, um humano veste a capa de anjo e sai pelas ruas a catar anjos abandonados à própria sorte. E lhe cura as feridas, alimenta, abriga só para ter a sensação de ter ajudado um anjo... Deus, quando nos fez humanos, sabia que precisaríamos de guardiões materiais que nos tirassem do corpo as aflições dos sentidos. E nos permitissem sobreviver a cada dia com quase nada, além do olhar e da lambida de um cão... Que bom seria se todos os humanos pudessem ver a humanidade perfeita de um cão!"
(autor desconhecido)

1 comentários:

Guidinha Pinto on 19 de julho de 2010 03:56 disse...

Obrigada pela visita. Escrevo aqui porque já passei pelo mesmo, com um caniche anão branco que me chegou aos braços com dois meses e viveu até aos 18 anos. Tivemos que nos despedir dele no veterinário, onde ele adormeceu. Foi um luto muito pesado, até substituirmos a sua ausência por uma Spitz anã branca. Ele marcou a nossa vida como um membro da família ido. E marcou também o chão, os móveis e uma parede...
Fique bem.

Postar um comentário

 

CLUBE DAS AMÉLIAS Copyright © 2010 Designed by Ipietoon Blogger Template Sponsored by Online Shop Vector by Artshare